15/02/2005

albis


...de repente ao olhar esta beleza lembrei-me de uma marca de vinho; como havemos de entender a mente humana?... talvez, profana?...

4 comentários:

  1. Defacto...Quim...
    Pode parecer estranho mas acho que estou, de novo, apaixonada...
    Pelos sintomas...
    Jinho, BSHell

    ResponderEliminar
  2. Quim, vim agradecer-lhe a visita e o comentário... =)
    A frase do header é minha, sim. É uma estrofe do soneto, também bem, que deu o nome ao blog:

    Alvo LutoÉ na terra árida que cobre meu caixão que hoje te beijo
    No pó deste chão que o sal das minhas lágrimas sorveu
    E é do calor do abraço de um corpo que nunca foi meu
    Que nas flores que me cobrem o peito cevo meu desejo

    Foi de indiferença que te fizeste rei de ceptro e manto
    Da minha loucura fizeste tua conquista, teu estandarte
    Dos amargos espinhos que no coração me foste pregando
    Fizeste as doces palavras que continuo a implorar-te...!

    Hoje elevo-me da pura nudez que deposito em teu leito
    Parto suja do teu cheiro, da tua pele que nunca me tocou
    E faço-me a seda dos lençóis em que me deito e deleito

    Morro deixando em alvo luto quem de dor assim me levou
    Porque minhas mãos, em oração apertadas sobre o peito,
    Quem confessa senti-las geladas, nunca em vida me amou!

    Miriam Luz 19.11.2004

    Um beijo,
    Miriam

    Litostive
    http://litostive.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. :) eu de vinhos pouco percebo, de cavalos ainda menos. mas a forma como escreves faz.nos (ou pelo menos a mim) sentir um sabor muito especial. :)

    ResponderEliminar