30/05/2005

paradoxo

"...estou em guerra com a minha própria paz... luto por ela..."

13 comentários:

  1. Como munições posso apenas dar-te um abraço e um beijinho terno :)*

    ResponderEliminar
  2. Então amigo o que se passa.posso ajudar. beijo

    ResponderEliminar
  3. Quantos de nós não vivemos em busca dessa paz...
    dessa paz interior
    hoje deixo um sorriso e um abreijo (é assim que se escreve, não é?)

    ResponderEliminar
  4. Vencer é estranho..mas não deixa de ser muito bom. Mas vencer..o quê?
    Um abraço*

    ResponderEliminar
  5. Lobices boa tarde
    É sempre salutar lutar pela paz :)
    Será, Lobices, que chegou a altura para encontrar uma nova paz? ;)

    ResponderEliminar
  6. Só agora tive tempo para "dar uma voltinha" por estes espaços.
    Quero dizer-te que apreciei muito o texto que escreveste no Murcon hoje de manhã (para quem não leu, a última frase é este paradoxo).
    Achei-o muito lúcido, na referência a vários problemas importantes, mas sem lhe faltar, na parte final, aquela tua energia positiva que quase sempre se consegue sobrepôr ao desânimo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Caí!
    Estou toda dorida e esfarrapada!
    BShell

    ResponderEliminar
  8. Ouvi dizer que até ao "Fim dos Tempos" essa é a nossa única e "verdadeira" luta!

    ResponderEliminar
  9. E tão difícil que é lutar pela nossa paz.
    Boas batalhas.

    ResponderEliminar
  10. O nosso estado de alma
    reflecte-se,
    no dia a dia
    tu longe e tão perto;
    e a distância
    entre nós se mede
    nas sombras das palavras
    que crescem e penetram
    os nossos corpos
    e nos consomem.

    E com ardor
    pelos espelhos deslizo
    e vibro
    pensando, de novo
    em te amar.

    (dum amigo meu..para ti.. lobices amigo*)

    ResponderEliminar
  11. são das poucas batalhas que participo... e onde me perco tb

    ResponderEliminar