06/08/2005

never more

9 comentários:

  1. digo o k já disse atrás. Não permitir. SEremos capazes? Bjs e ;)

    ResponderEliminar
  2. Nunca mais!!!!

    E chega a ser assustador pensar que só depende do Homem...

    A "Sonata ao Luar" transcende pela sua beleza. Ouço-a sempre como se fosse a primeira vez, ou então a última... Parabéns pela escolha do novo som no blog e bom fim de semana! :))))))

    ResponderEliminar
  3. Um saltinho aqui a esta casinha amiga só para desejar tudo de bom. Estou atarefadíssimo nesta altura do campeonato, e mal dá para colocar uns postezitos.
    Bom fim de semana.

    Aquele abração do
    Zecatelhado

    ResponderEliminar
  4. Todos os dias Hiroshima se repete, mesmo ao vosso lado, mesmo no vosso rosto e é uma Hiroshima muito mais cruel, muito mais desumana, muito mais sofrida: a negação do pão diário ao nosso semelhante!
    Hiroshima foi e será sempre um marco da triste história da humanidade, é certo, mas se em segundos se matam milhares de pessoas com uma só bomba, também milhares de pessoas morrem lentamente à fome e estão mesmo ao vosso lado, num sofrimento calado e reservado apenas aos olhos do Criador de todas as coisas. Que ELE(A) tenha piedade desta triste raça que ainda se diz humana!
    Beijos a todos
    Noel Santa Rosa

    ResponderEliminar
  5. Olá Quim. Esta fotografia e a de baixo fizeram-me arrepiar pela sua aparente semelhança. Perante o horrível espectáculo desse sol sem brilho, comecei um poema que ainda não terminei mas que te deixo aqui um bocadinho:

    Olho-te, ó Imaginação que voas
    no éter e cega tu ficas
    segues trilhos do deserto
    Nagasaki, Hiroshima...
    tudo pó, tudo concreto
    e me quedas
    muda em mim.

    Bjokas grandes, vizinho, e um bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  6. Deixo-te apenas um beijo e junto à tua a minha voz nesse desejo de nunca mais.

    ResponderEliminar
  7. Que seja, para sempre... NUNCA MAIS!!

    Deixo-te um beijo e tem um bom domingo ;)

    ResponderEliminar
  8. Espero que seja mesmo: Nunca mais! bjs

    ResponderEliminar
  9. Nem só as bombas atómicas matam civis. As bombas, granadas, mísseis e balas dos EUA e dos seus aliados, que promoveram uma guerra iníqua contra o Iraque, ao arrepio do Conselho de Segurança da ONU e de todas as pessoas de bem que povoam este Planeta, já mataram cerca de 25.000 civis inocentes.

    Neste cômputo não entram as mortes dos civis inocentes causadas pelo terrorismo que grassa na desventurada e desventrada nação que foi berço da nossa Civilização.


    http://www.iraqbodycount.net/webcounters.htm (IBC)

    Entretanto, há a acrescentar àquele número outros igualmente fatídicos (fonte IBC, de Abril último):
    Militares iraquianos mortos: entre 4.895 e 6.370
    Soldados das Forças de ocupação mortos: 1711 (hoje, cerca de 2.000)
    Feridos norte americanos (reconhecidos): 11.595
    Feridos norte americanos (estimados): 15.000-20.000

    ResponderEliminar