31/10/2005

desenho

"...desenhei meu corpo nas águas profundas do rio que em mim corre e nele me percorri em tons de azul, cor do céu que nunca morre... desenhei minha alma nas ondas do poderoso mar que fora de mim se move e nele a desenhei em tons de branco nobre, leves, mas sóbrios... desenhei meu corpo em minha alma e a mistura se fundiu em tons vermelhos de puro sangue... e minha alma, pária de si própria, desenhou no meu corpo a felicidade de se saber comigo e não mais solitária... desenhei, por fim, no mais profundo de mim, um campo de flores, de todas as cores, exalando todos os perfumes, completamente preenchidas com todas as vossas dores..."
.
(escrito em 1960)

13 comentários:

  1. Ai Quim
    Sabes jogar as palavras de uma maneira tão maravilhosa e bela...
    Esse escrito de 1960, está divino.


    Beijinhos, boa 2ª feira e bom feriado. rsss Já agora uma excelente semana.:D

    Ana

    ResponderEliminar
  2. Nesse desenho que ora nos mostras confirma-se o talento que tanto admiramos.
    Lindo, mago das palavras!

    Um beijo terno.

    ResponderEliminar
  3. excusez-moi, parlez-vous français ou anglais? Je suis ravie de découvrir votre blog.
    http://lobita.canalblog.com

    ResponderEliminar
  4. "...desenhei meu corpo nas águas profundas do rio que em mim corre e nele me percorri em tons de azul, cor do céu que nunca morre..."

    Isto é Poesia!! Da mais bonita!

    Grata por esta partilha de palavras tão mágicas...

    Um abraço carinhoso e bom feriado ;)

    ResponderEliminar
  5. Olá,
    Gostei muito da frase final. Também estou a gostar de ouvir a música.
    Bom feriado e beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Gostei de te ler, como sempre.

    Mas aquilo que eu gostaria mesmo era que me fosses visitar hoje (ou será que preciso meter uma cunha?)

    §(~_~)§ beijo da Afrodite
    (uma carinha d'anjo num corpo espectacular, com tudo no sítio, muito dentro do prazo, sem aditivos nem silicones)

    ResponderEliminar
  7. Esta tarde vim por aqui cumprimentar-te.
    E apetece sentar-me aqui até amanhã ao ouvir e ler o que tens cá, mas se calhar não tens jantar p'ra mim.

    Voltarei até teres.
    Para continuar a ouvir e ler.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. Gosto de vir aqui, passar e beber um trago da tua forma de poesia...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. http://levementerotico.blogspot.com/

    Olá. Ao fim de uma longa travessia no deserto, decidimos voltar. Ainda há lugar para nós na blogosfera?

    ResponderEliminar
  10. De novo à vossa espera, o chá está pronto e a tarte de maçã também ....

    §(~_~)§ beijo da Afrodite

    ResponderEliminar
  11. ...és o risco,o rabisco,o traço...
    ...redesenhado tantas vezes em mil espaços...
    ...és a mistura dos odores...
    ...és a descoberta das cores...
    ...és o teu princípio...
    ...és o teu meio...
    ...és o teu fim...
    ...és,és,és e sempre serás...
    ...enfim...
    ...és o desenho mais puro e belo de tudo o que trazes n`alma...
    desta, de outra e de outras vidas mais...

    ResponderEliminar